Sistema OCB/SESCOOP-PB promove oficina para reeducandas do sistema prisional

Sistema OCB/SESCOOP-PB promove oficina para reeducandas do sistema prisional

Um grupo formado por cerca de 20 reeducandas da Penitenciária de Recuperação Feminina Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa, participou, na última segunda-feira (15), de uma Oficina sobre Cooperativismo. A capacitação foi realizada pelo Sistema OCB/SESCOOP-PB, em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado da Paraíba (SEAP-PB) e a Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (ESPEP).

A ação é o primeiro passo para o que pode se tornar uma experiência inédita na Paraíba: a constituição de uma cooperativa social formada por mulheres apenadas e egressas do sistema prisional. Ministrada por meio de plataforma online pela professora Heliana Barros, a oficina apresentou às reeducandas alguns conceitos básicos do cooperativismo, seus objetivos, valores, princípios e a forma de funcionamento das cooperativas.

Ministrada pela instrutora Heliana Barros, a oficina contou com a participação do superintendente Pedro D'Albuquerque

O superintendente do Sistema OCB/SESCOOP-PB, Pedro D’Albuquerque, acompanhou a oficina e falou sobre a expectativa de constituição de uma cooperativa com este perfil, que é também uma novidade para os técnicos da entidade. “Nós fomos procurados pela ESPEP e pela SEAP para vislumbrar esta futura cooperativa e recebemos a parceria com entusiasmo por ser uma novidade para nós. Nós temos pesquisado sobre outras experiências exitosas no Pará e em São Paulo, e estamos buscando informações para nos ajudar a desenvolver este trabalho também na Paraíba”, comentou.

O secretário da Administração Penitenciária do Estado, Sérgio Fonseca, ressaltou a importância da iniciativa para a vida das reeducandas. “Nós sabemos que estas mulheres irão retornar para a sociedade e o Governo do Estado da Paraíba tem tido esse olhar de ressocialização e de reintegração social, que é a nossa principal bandeira. E tudo o que nós pudermos fazer, estabelecendo parcerias tão importantes como vem acontecendo com a Espep e agora com o Sescoop, o que estiver ao nosso alcance, nós faremos para que estas pessoas possam voltar para a sociedade e, voltando para a sociedade, possam ter uma nova vida, uma nova história”, afirmou.

Projeto Castelo de Bonecas visa promover a ressocialização das reeducandas

Também participaram da abertura da oficina a diretora da penitenciária, Cinthya Almeida; o gerente de ressocialização da SEAP PB, João Rosas; e Ivanilda Matias, superintendente da ESPEP. Além desta formação, estão previstas outras ações de orientação ao grupo de  mulheres, que fazem parte do projeto Castelo de Bonecas, criado para promover a ressocialização das participantes através da confecção de bonecas de pano e outras peças artesanais.

Cooperativas Sociais – As cooperativas sociais (antigo ramo especial) têm por objetivo cumprir uma importante função social: promover a cidadania de pessoas em situação de vulnerabilidade. São cooperativas que se dedicam à inserção no mundo do trabalho, à geração de renda e à conquista da cidadania para pessoas com deficiência, pacientes psiquiátricos, dependentes químicos, egressos do sistema prisional, pessoas em cumprimento de penas alternativas, adolescentes em idade adequada ao trabalho.